No meio do mundo

Pescado apreendido no interior do Amapá é doado para mais de 11 mil pessoas

Imagem: Ugor Feio/G1

Em torno de 6 toneladas de pescado que foram apreendidas no município de Calçoene, distante 374 quilômetros de Macapá, foram doadas para 49 instituições do programa “Mesa Brasil” nesta quarta (27). Esta doação irá beneficiar por volta de 11 mil pessoas em virtude das ações solidárias do Sesc Amapá.

O pescado foi congelado e transportado em caminhão frigorífico e chegou na unidade Araxá do Serviço Social do Comércio (Sesc), na capital, após sete horas de viagem. De acordo com a diretora regional do programa “Mesa Brasil”, Emilie Pereira, os peixes foram divididos entre as organizações cadastradas no programa.

“Temos uma parceria com o Ibama, renovada desde o fim do ano passado, a nível nacional. Hoje, vamos distribuir, igualmente, esses peixes paras as 49 instituições cadastradas no programa. Serão atendidas então mais de 11 mil pessoas dentro dessas instituições”, explicou Emilie.

Na terça-feira (26) aconteceu  uma apreensão executada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), em Calçoene, que recolheu o pescado no período do defeso, e também apreendeu dois barcos, 11 mil metros de rede de pesca e um caminhão baú. Em decorrência desta apreensão, que o pescado pôde ser doado.

Com o objetivo de diminuir a desigualdade social por meio do combate à fome, o programa nacional “Mesa Brasil” surgiu em fevereiro de 2003. Segundo Márcia Bueno,coordenadora de saúde e assistência do Sesc, qualquer instituição pode procurar uma unidade do Sesc e se cadastrar.

“Basta trazer cópias de seu estatuto, CNPJ e da inscrição na Secretaria Municipal de Assistência. É só vir aqui, se cadastrar e a assistente social faz uma visita para comprovar quantas pessoas são realmente atendidas começa a receber na rota semanal as doações. Nós vamos na instituição e complementamos a refeição”, esclareceu Márcia.

Com informações do G1 Amapá.