Geral No meio do mundo

Vereador Wajãpi do Amapá discursa em Fórum da ONU em defesa dos direitos indígenas do Brasil

O amapaense Jawaruwa Wajãpi, à direita.

Está acontecendo neste mês o 18º Fórum Permanente sobre Assuntos Indígenas Nações Unidas na sede da ONU em Nova Iorque, nos Estados Unidos, reunindo as maiores lideranças indígenas do Brasil e do mundo para debater as questões relacionadas a proteção das riquezas naturais da Floresta Amazônica, e as dívidas que a sociedade contemporânea possui com os povos originários.

A delegação brasileira é composta por indígenas, indigenistas e outras lideranças que estão a frente da luta e das articulações políticas dos povos indígenas. A delegação elaborou um série de denúncias a respeito dos entraves que os povos originários têm enfrentado com as medidas adotadas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, desde o começo de seu mandato em janeiro de 2019. 

Jawaruwa Wajãpi e Sonia Guajajara em protesto em Nova Iorque. Imagem: Reprodução/Amazon Watch

Um dos integrantes da comitiva brasileiras é o amapaense Jawaruwa Wajãpi, eleito vereador pelo município de Pedra Branca e uma das lideranças dos povos Wajãpi no estado do Amapá, que discursou na ONU fazendo uma defesa dos direitos dos povos indígenas, indicando a ameaça que representa as decisões do governo federal sobre essa faixa da população. “Ele não respeita nossa cultura, nosso modo de viver, e nossa floresta”, afirmou a liderança se referindo ao presidente Jair Bolsonaro. Jawaruwa também denunciou em seu discurso sobre os riscos da atuação das mineradoras em terras demarcadas e os conflitos resultantes dos embates entre os indígenas e as empresas.

O vereador amapaense e wajãpi, Jawaruwa Wajãpi. Imagem: reprodução.

Entre as diversas solicitações feitas no evento, Jawaruwa demandou que o Fórum da ONU recomende ao governo brasileiro que respeite os direitos indígenas que estão contemplados na constituição do Brasil, que respeite os tratados internacionais que o Brasil assumiu, que mantenha o diálogo com os povos e organizações indígenas, e também respeite as consultas livres, prévias e informadas, além do respeito aos protocolos autônomos de consulta das comunidades indígenas.

A delegação organizou ainda um protesto às portas da Embaixada do Brasil, que contou com a presença de artistas nacionais e internacionais, além de ampla cobertura da imprensa americana. Os indígenas lembraram que durante esta semana os povos estarão reunidos no ATL, que está em sua 15ª edição, em Brasília.

Confira o discurso completo de Jawaruwa Wajãpi:

 

Coluna On

Coluna ON é um portal que vai além das notícias, agregando jornalismo cultural de qualidade com a agilidade da linguagem das redes sociais.

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: