Ações Políticas Brasil

Alexandre de Moraes abre inquérito contra a deputada amapaense Silvia Waiãpi

Waiãpi será investigada por incitação ao crime | Foto: Reprodução/Internet

Entre as investigações, estão as suspeitas de terrorismo, ameaça, perseguição e incitação ao crime

Nesta segunda-feira (23), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, autorizou a abertura de mais três inquéritos a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

André Fernandes e Silvia Waiãpi, do PL, e Clarissa Tércio, do Progressista, serão investigados por incitações aos atos golpistas cometidos em Brasília no dia 8 de janeiro. Nesta data, bolsonaristas criminosos invadiram e depredaram o Congresso Nacional, o STF e o Palácio do Planalto, sede da Presidência da República.

Segundo o STF, a deputada amapaense Waiãpi teria estimulado os atos criminosos através de vídeos e os incentivado com a seguinte legenda: “Povo toma a Esplanada dos Ministérios nesse domingo! Tomada de poder pelo povo brasileiro insatisfeito com o governo vermelho”.

O ministro Alexandre de Moraes, ao autorizar a abertura dos inquéritos, disse que “absolutamente todos serão responsabilizados civil, política e criminalmente pelos atos atentatórios à democracia, ao Estado de Direito e às instituições; e que a democracia brasileira não será abalada, muito menos destruída, por criminosos terroristas. A defesa da democracia e das instituições é inegociável”.

Assim, serão investigadas as suspeitas de terrorismo, associação criminosa, abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, ameaça, perseguição e incitação ao crime.

Coluna On

Coluna ON é um portal que vai além das notícias, agregando jornalismo cultural de qualidade com a agilidade da linguagem das redes sociais.

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário